Intercâmbio para Casal

Intercâmbio para Casal – Como Funciona

Você não precisa viajar sozinho. Além de ser mais cômodo, viajar com o(a) companheiro(a), poupa gastos. Então, vocês podem dividir as coisas das seguintes formas: ou um estuda e o outro trabalha, ou um estuda e os dois trabalham, mas quem estuda tem que se atentar às limitações de horas semanais estipuladas pelo país. Quer conhecer mais sobre como funciona o intercâmbio para casal, todos os seus prós? Basta ler o artigo até o final.

Intercâmbio para Casal
Intercâmbio para Casal

Como funciona o intercâmbio para casal

Está se tornando cada vez mais usado o intercâmbio para casal, que funciona como os intercâmbios convencionais. Os dois precisarão passar por uma prova de avaliação, então o nível de conhecimento não precisa ser o mesmo. O casal poderá ficar numa casa de família ou numa residência estudantil, e é ideal que todo o planejamento seja feito com pelo menos três meses de antecedência, que é o tempo que precisa para tirar o visto de alguns países.

Com base nos diversos sites pesquisados para este artigo, descobri que é muito importante que a união do casal seja muito forte, porque eles passarão por muita coisa juntos, o que pode fortalecer e enfraquecer a relação dos dois. Cada um deles vai decidir se vai fazer um curso profissionalizante ou um curso de idioma. Tem a questão do trabalho também, que deve ser decidida em conjunto. Qual dos dois irá trabalhar? Existe até mesmo um tipo de consultoria para ajudar os casais a decidir essas coisas.

Os países mais procurados para intercâmbio de casal são os Estados Unidos, Reino Unido, Canadá, Austrália, Irlanda, Nova Zelândia e França. O casal precisa decidir o tipo de cidade que quer e pesquisar sobre elas, além de saber que língua gostariam de aprender.

Intercâmbio para Casal na Austrália

Para pegar um exemplo, vou explicar um pouco como funciona na Austrália, mas leve em conta que para cada país é um procedimento diferente. Algumas informações sobre intercâmbio de casal na Austrália:

  • Você precisa comprovar que tem dinheiro o suficiente para viver no país com sua esposa/esposo como dependente e para estudar.
  • Precisa ter no mínimo 12 meses de relacionamento, mas não precisam estar casados. Basta comprovar uma união estável por meio de contas no mesmo endereço, fotos, conta conjunta em banco etc., e comprovar que moram juntos e têm um relacionamento de co-dependência.
  • O casal pode ser do mesmo sexo.
  • O relacionamento precisa ter um vínculo, vocês precisam ter compromisso.

Algumas das vantagens desse tipo de intercâmbio na Austrália:

  • É mais econômico, por diversos motivos. Por exemplo, a comprovação financeira pedida é menor do que se os dois fossem separados.
  • O estudante principal precisa pagar um curso no país, mas o dependente só paga se quiser, e pode estudar por 3 meses.
  • O dependente pode trabalhar.
  • Fica mais fácil pagar o modo de vida se dividir por duas pessoas.
  • Há casos onde as relações ficam muito mais fortes, pois a pessoa precisa contar com o(a) companheiro(a).
  • Você não está sozinho, então um pode ajudar o outro.

Espero que tenha gostado. Boa sorte!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *